Fisioterapia em Gerontologia

A população com mais de 60 anos no Brasil representa, hoje, 14,3% da população total com projeções de que, em 2050, ela duplicará.

O envelhecimento populacional resulta num crescente aumento das condições crônicas nos segmentos de maior idade. Além disso, traz consigo o aumento da ocorrência de Síndromes Geriátricas como a Instabilidade Postural e Quedas, a Incapacidade Cognitiva, a Incontinência Esfincteriana, a Iatrogenia, a Síndrome da Imobilidade e condições como a fragilidade e a sarcopenia. As doenças crônicas, quando não devidamente controladas, e o manejo inadequado das Síndromes Geriátricas, da fragilidade e da sarcopenia repercutem em maior risco de desenvolvimento de dependência e de perda de autonomia.

Nesse contexto surge a Fisioterapia em Gerontologia, uma especialidade da fisioterapia que atua nas disfunções do processo de envelhecimento e nas síndromes geriátricas, de maneira preventiva e reabilitadora, preservando ou desenvolvendo a funcionalidade da pessoa idosa.

Quais os locais de trabalho para o fisioterapeuta especialista em Gerontologia?

  • ESF e NASF;
  • Ambulatórios de especialidades;
  • Centros de reabilitação;
  • Centros de referência do idoso;
  • Hospitais;
  • Programas de assistência domiciliar;
  • Centros dia;
  • Centros de convivência;
  • Instituições de longa permanência para idosos (ILPI)

Sempre em atendimentos individuais ou em grupos.

Quando um idoso precisa de um fisioterapeuta especialista em Gerontologia?

  • Preventivamente, quando estiver interessado em fazer atividade física, melhorar sua capacidade cardiorrespiratória, a força e a quantidade de massa muscular a fim de melhorar sua qualidade de vida;
  • Para escolher e treinar com o melhor dispositivo para prevenir a queda e ajudar na marcha (bengalas, muletas e andadores);
  • Se estiver caindo, porque cair não é normal;
  • Para treinar o equilíbrio;
  • Se estiver perdendo a força nos músculos, caminhando mais devagar ou percebendo que está perdendo o equilíbrio ao andar ou ao levantar da cama ou de uma cadeira;
  • Se apresentar algum quadro de demência ou doença de Parkinson;
  • Se estiver com dor que prejudique os movimentos;
  • Se apresentar perda de urina, porque perder urina ao tossir, espirrar ou carregar peso não é normal;
  • Se estiver acamado ou se houver necessidade de ajustes ou adaptação na casa para que se movimente com ais segurança.

Como eu sei se o Fisioterapeuta é especialista em Gerontologia?

A Associação Brasileira de Fisioterapia em Gerontologia (ABRAFIGE) é a responsável por aplicar a prova e dar o título de Especialista ao Fisioterapeuta. Pergunte a seu fisioterapeuta se ele é especialista pela ABRAFIGE. Isso é a garantia de que ele é o melhor profissional para tratar você ou seu familiar idoso.

Fique por dentro

Contato

canaldoassociado@abrafige.com.br

Parceiros

© Todos os direitos reservados